Capital de Giro: Por que ele é tão importante? O que é e para que serve o Capital de Giro

Escritório de contabilidade Campinas
Escritório de Contabilidade Campinas

 

Capital de giro é a quantia de dinheiro que uma empresa precisa para manter as atividades “girando”, para arcar com os custos e despesas, fixos e variáveis. Daí o nome “giro”, pois é o capital usado para as movimentações, impostos, salários e todas as despesas operacionais do negócio.

Este capital é contabilizado através dos recursos financeiros que se encontram em estoque, dos investimentos líquidos (como títulos do tesouro ou ações), dos valores em contas bancárias, dos pagamentos a receber; e é necessário para financiar a continuidade das operações da empresa e manter seu bom funcionamento.

A grosso modo, capital de giro é justamente essa quantia de dinheiro que o negócio precisa para continuar rodando e não fechar as portas.

Parece tão simples, não? Porém, segundo pesquisa realizada pelo SEBRAE de São Paulo, 27% das novas empresas fecham as portas logo no primeiro ano, e por que isto ocorre? A resposta é: má administração da saúde financeira do negócio, e esta má administração deve-se, primordialmente, à falta de atenção ao capital de giro.

O capital de giro é de suma importância pois representa o quanto uma empresa dispõe para cumprir com suas obrigações financeiras, como pagamento de funcionários, alugueis, fornecedores, encargos trabalhistas e até mesmo para se manter em eventualidades de mercado como recessões, despesas imprevistas ou necessidades financeiras.

Desta forma, o capital de giro está diretamente ligado à saúde financeira da empresa e saber calculá-lo pode tirar seu negócio dessas porcentagens negativas. Para calcular o capital de giro líquido (CGL) deve-se subtrair o passivo circulante (PC) do ativo circulante (AC):

CGL = AC – PC

O ativo circulante são todos os recursos disponíveis, bens e direitos que podem ser convertidos em dinheiro em curto prazo, como dinheiro em caixa, valores em conta bancária, aplicações financeiras, contas a receber, estoques, despesas antecipadas, mercadorias, matérias-primas e títulos.

O passivo circulante são todas as despesas e custos fixos como contas a pagar, salários, empréstimos, fornecedores, aluguel etc.

Outro momento em que o capital de giro deve ser bem administrado é quando a empresa começa a crescer. Provavelmente, você terá de fazer investimentos em estrutura e pessoas, e os resultados só vão vir lá na frente. Se você não fizer as contas direitinho, pode se perder no meio do caminho.

Com um bom planejamento financeiro e gestão eficiente do seu negócio,  sua empresa ficará respaldada para continuar crescendo e se mantendo, independente de crises e imprevistos. Conte com a Vilac Contabilidade Campinas para um bom planejamento contábil e assessoria contábil de qualidade para sua empresa!

 

Rolar para cima